viva-bicho-81

Viva Bicho

viva-bicho

Viva Bicho

Publicidade Posts

tmw-telecom

TMW Telecom

Adolescente de 17 anos que morou em Garopaba é procurada pela família do RS

Gabrielly Giovana Schneider é procurada desde o mês de maio. Ela estava morando em Palhoça com o namorado e, segundo sua mãe, desapareceu após o fim do relacionamento.

Adolescente de 17 anos que morou em Garopaba é procurada pela família do RS
Adolescente desaparecida fez último contato com a família em maio (Foto: Reprodução/Internet/Perfil Redes Sociais)

A família de Gabrielly Giovana Schneider, de 17 anos, continua desesperada a procura da adolescente que desapareceu em maio deste ano e até agora não deu notícias. Segundo a mãe dela, o desaparecimento teria ocorrido no dia 30 de maio, dois dias após a jovem e o namorado romperem o relacionamento.

Nesta semana, em entrevista ao Notícias Do dia, a mãe, que veio do Rio Grande do Sul a procura de ajuda, relatou que a jovem conheceu seu futuro companheiro em Garopaba e se mudou para cá para morar junto com ele.

A mãe disse ainda que eles estavam morando na Praia de Fora, em Palhoça, localidade onde ela desapareceu. Antes disso, no fim de 2018, Gabrielly, que trabalhava como manicure, teve um surto psicótico e chegou a ser internada em uma clínica psiquiátrica. À reportagem Vânia disse também que quem fez o comunicado do estado de saúde da filha foram as irmãs de Gabrielly, que também moravam em Garopaba.

A própria mãe que retirou a filha na Colônia Santana, instituto psiquiátrico localizado em São José. Gabrielly foi morar com a mãe em Porto Alegre, mas fugiu de casa e voltou pra Garopaba. Depois disso, em 5 de janeiro, eles teriam ido morar em Palhoça.

Vânia ainda relata à reportagem que ela e a filha estavam sempre em contato, se falando diariamente. Gabrielly costumava dizer para a mãe que estava bem, estava estudando e que estava feliz, exceto nos dias de pagamento do aluguel. A adolescente relatava para a mãe que sempre que chegava o dia de pagar o aluguel, seu companheiro se irritava e a tratava mal.

No dia 27 de maio, Gabrielly enviou áudios para sua mãe dizendo que seu companheiro disse para ela juntar todas as suas coisas e sair de casa porque ele não a queria mais no local. Disse que iria entregar a casa e que a jovem deveria voltar para sua família. Neste momento, Gabrielly se abrigou na casa de um amigo do casal, no dia 28, e foi ameaçada pelo companheiro. A mãe da jovem relata que o companheiro da sua filha foi até a casa do amigo do casal para dizer que ela não poderia ficar lá.

Vânia orientou sua filha a registrar as ameaças do companheiro na delegacia, mas Gabrielly não o fez. Dois dias depois, em 30 de maio, foi a última vez que Vânia falou com sua filha. Ela conta que a filha estava desesperada e pedia ajuda. Pouco depois de falar pela última vez com Gabrielly, a mãe da jovem recebeu uma ligação da mãe do companheiro da filha.

“Ela me ligou e disse que eu tinha que ir para Palhoça, porque tinha medo que eu não encontrasse mais minha filha. Ela disse que minha filha estava quebrando toda a casa e estava em surto psicótico”, contou a mãe da jovem à reportagem do NDMais.

Vânia também relata que pediu que socorressem sua filha antes que se machucasse, mas lhe disseram que era ela quem deveria socorrer a própria filha.

Logo depois de desligar o telefone a mãe partiu para Santa Catarina. Chegou em Palhoça no dia 31 de maio às 6h20, um dia depois de ter falado com a filha pela última vez. Deste então, Vânia não teve mais notícias de Gabrielly.

Qualquer informação sobre o paradeiro da jovem pode ser remetida ao SOS Desaparecidos da Polícia Militar de Santa Catarina pelos telefones: (48) 3665 4715 / 9.8843 3152 / 9.9156 8264 ou no 190.

Com informações do NDMais

Publicidade Posts

Publicidade Posts

Compartilhe isso
Comentários

Olá, deixe seu comentário para Adolescente de 17 anos que morou em Garopaba é procurada pela família do RS

Enviando Comentário Fechar :/