brde

BRDE

viva-bicho-81

Viva Bicho

viva-bicho

Viva Bicho

Publicidade Posts

tmw-telecom

TMW Telecom

Compra de dólares e passagens de avião ficam 30% mais caras na Argentina

Em meio à crise econômica, novas regras do governo de Alberto Fernández deve diminuir a vinda dos hermanos ao Litoral Catarinense.

Compra de dólares e passagens de avião ficam 30% mais caras na Argentina
Novas regras do governo argentino deixa viagens mais caras (Foto: Reprodução/destinoflorianopolis.com.br)

Os argentinos que preferem passar as férias no Brasil pensarão duas vezes antes de pisar em terras vizinhas nesta temporada. Em meio à crise econômica que abala o país, o governo de Alberto Fernández publicou a nova lei de solidariedade social que inclui um imposto de 30% sobre as compras em moeda estrangeira no exterior e as passagens de avião, conforme divulgou o jornal Clarin.

Também serão taxadas as compras de divisas que não sejam o peso argentino, usadas não só nas viagens, mas também internamente, já que a maioria da população faz poupanças em dólares para tentar driblar a inflação galopante. O imposto foi batizado como “País” pelo governo, sigla que corresponde ao lema “Para uma Argentina Inclusiva e Solidária”, e será cobrado nos próximos cinco anos.

Com essas novas medidas, a presença dos hermanos em praias catarinenses pode ser menor do que na temporada passada. No entanto, em algumas regiões do Estado, como nas praias do Norte de Florianópolis e Balneário Camboriú, é esperada a vinda de argentinos com renda mais elevada. A crise no setor afeta Santa Catarina desde o início da desvalorização do peso em abril de 2018.

O presidente da consultoria Singerman & Makon, Pablo Singerman, explicou em entrevista à Agência Efe que o imposto "caiu muito mal" entre a classe média, a faixa que mais viaja na Argentina.

Para Singerman, os países que fazem fronteira com a Argentina são os que mais devem perder com o imposto, já que são os destinos escolhidos por famílias com menos recursos.

Brasil (351 mil turistas argentinos), Chile (291 mil) e Uruguai (173,9 mil) foram os três destinos mais escolhidos pelos argentinos no verão de 2019, à frente de Estados Unidos e Canadá (182 mil), segundo o Indec.

Publicidade Posts

Publicidade Posts

Compartilhe isso
Comentários

Olá, deixe seu comentário para Compra de dólares e passagens de avião ficam 30% mais caras na Argentina

Enviando Comentário Fechar :/