brde

BRDE

viva-bicho-81

Viva Bicho

viva-bicho

Viva Bicho

Publicidade Posts

tmw-telecom

TMW Telecom

Construção civil deve acatar Decreto e paralisar atividades pelos próximos 7 dias

Atividade não é considerada essencial e deve obedecer o Decreto Estadual publicado nesta quarta-feira (18), alertando estado de emergência. Em Garopaba, a Polícia Militar está orientando aos estabelecimentos e as atividades profissionais quanto ao cumprimento da norma.

Construção civil deve acatar Decreto e paralisar atividades pelos próximos 7 dias
Construção Civil deve aderir a paralisação pelos próximos sete dias (Foto: Reprodução/Internet)

Em entrevista coletiva, realizada na manhã desta quarta-feira (18), os secretários de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, da Administração, Jorge Eduardo Tasca, e da Infraestrutura, Thiago Vieira, esclareceram medidas restritiva contra o Novo Coronavírus (Covid-19), em Canta Catarina. Decreto de situação de emergência entrou em vigor nesta quarta, restringindo o atendimento físico de boa parte das atividades econômicas, com exceção das atividades consideradas essenciais.

Durante a coletiva, os secretários esclareceram que os trabalhadores da construção civil devem aderir às medidas preventivas e paralisarem atividades pelos próximos sete dias, conforme Decreto, por entenderam que a atividade não se enquadra como essencial.

Em Garopaba, a Polícia Militar está sendo responsável pela orientação aos estabelecimentos que se enquadram na obrigação de fechamento, bem como estará monitorando a circulação de pessoas pela cidade.

Publicidade Posts

Publicidade Posts

Compartilhe isso
Comentários

Olá, deixe seu comentário para Construção civil deve acatar Decreto e paralisar atividades pelos próximos 7 dias

Já temos 1 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Eriberto Teixeira

Eriberto Teixeira

Medida que não se mostrará efetiva. Pois freia de forma abrupta a economia de um País quem é essencialmente focada no comércio e serviços, terceiro setor. Como autônomos, ambulantes, restaurantes, oficinas mecânicas, etc, etc...vão se posicionar sem 1/4 do mês sem trabalhar. A construcao civil que é a base da economia não pode parar, pois os profissionais e suas familias contam com os proventos semanais. Pode-se estar criando um problema econômico que se mostrará pior que o efeito do próprio vírus.
★★★☆☆DIA 18.03.20 21h50RESPONDER
sidnei caponi
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/