viva-bicho-81

Viva Bicho

viva-bicho

Viva Bicho

Publicidade Posts

tmw-telecom

TMW Telecom

Dez nomes na mira do TRE-SC e da PF

Confira os destaques da coluna Pelo Estado desta sexta-feira (19).

Dez nomes na mira do TRE-SC e da PF
(Foto: Divulgação/ADI)

Todos os que falaram em fraude nas eleições serão intimados a provar o que disseram. Se não o fizerem, poderão sofrer as consequências com enquadramento na Lei de Segurança Nacional, no Código Eleitoral, no Código Penal e na Lei de Contravenções Penais. O aviso foi do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC), desembargador Ricardo Roesler, que, ao falar com jornalistas da Capital, não disfarçou a indignação diante da enorme quantidade de fake news no primeiro turno das eleições. No domingo do primeiro turno da eleição, 7 de outubro, foram várias as notícias falsas sobre fraude nas urnas. Dez nomes já foram identificados como criadores das mentiras que, a partir daí, tomaram uma proporção incalculável. Só uma das postagens, de Facebook, gerou mais de 3,5 milhões de curtidas, comentários e compartilhamentos. Os nomes, entre eles alguns conhecidos, mas ainda não divulgados, já foram repassados à Polícia Federal para abertura de inquérito e punição cabível. Para o presidente do TRE-SC, a contestação da urna eletrônica se tornou um projeto político que tenta macular a confiabilidade do sistema e das instituições via notícias falsas nas redes sociais. "Passaram dos limites! A ação é deliberada e organizada. Inclusive por meio de robótica", informou. Para o segundo turno, estão sendo tomadas uma série de medidas para aumentar a segurança e o nível de informação aos eleitores. O objetivo é evitar que o clima de histeria em torno das fake news façam vítimas entre os próprios eleitores.

Dez nomes na mira do TRE-SC e da PF

Tema: Ecossistema de Tecnologia e Inovação

Comte. Moisés: "Competitividade e crescimento"

"Esse segmento é um dos mais promissores para o crescimento do Estado, pois impacta na modernização das cadeias produtivas. As nossas principais propostas são: a criação da Rede Catarinense de Laboratórios de Inovação Pública, transformando Santa Catarina num laboratório a céu aberto e principal polo nacional de atração de empresas de tecnologia para a administração pública; reativação e ampliação do programa Geração TEC, capacitando pelo menos 10 mil pessoas nos quatro anos de governo; inclusão de conteúdos ligados ao universo tecnológico na Rede Educacional do Estado. Teremos o apoio do futuro Ministro da Ciência e Tecnologia de Bolsonaro, Marcos Pontes. Assim, vamos fazer com que a economia política do desenvolvimento seja realizada centrada no trabalho como produtor e organizador da vida social, atraindo investidores."

Gelson Merisio: "Vocação estadual"

"A maior empresa de transportes hoje não tem um único carro próprio, o Uber. A que mais hospeda gente em todo o planeta não tem um único quarto, o AirBNB. E a principal empresa de mídia simplesmente não produz conteúdo, o Facebook. A inovação trouxe muitas mudanças nos processos tradicionais. Hoje as empresas de tecnologia de Florianópolis arrecadam mais em impostos do que o setor do turismo. Em Blumenau, essas empresas também já geram uma arrecadação maior do que o setor têxtil. Sinceramente, acredito que essa é a nossa vocação estadual futura e precisa caminhar em paralelo com as vocações tradicionais do Oeste, do Sul, da Serra, do Norte, do Vale, com a ampliação do número de Centros de Inovação pelo estado."

Publicidade Posts

Publicidade Posts

Compartilhe isso
Comentários

Olá, deixe seu comentário para Dez nomes na mira do TRE-SC e da PF

Enviando Comentário Fechar :/