quermesse-garopaba

Quermesse Garopaba

viva-bicho-81

Viva Bicho

viva-bicho

Viva Bicho

Publicidade Posts

tmw-telecom

TMW Telecom

MDB estadual sob nova presidência

Celso Maldaner percorreu o estado desde março para conquistar a presidência do partido. E agora quer construir as eleições de 2020 de novo com o apoio das bases. Leia esse e outros assuntos na coluna Pelo Estado.

MDB estadual sob nova presidência
(Foto: Divulgação)

Passadas as comemorações e os primeiros ajustes, hoje começa efetivamente o trabalho como presidente do MDB catarinense para o deputado federal Celso Maldaner. Eleito na disputa contra o senador Dário Berger em convenção realizada no sábado (1º), ele estará hoje na Assembleia Legislativa para o almoço com a bancada estadual. À noite, terá outro encontro, desta vez com os deputados federais. Tudo isso para respeitar o prazo de sexta-feira (7) para a composição da Executiva estadual, formada por 15 nomes. Feito isso, vem a posse oficial. O desejo do novo presidente do MDB é que Dário Berger esteja com ele como primeiro vice-presidente. Durante a convenção, Maldaner insistiu no mesmo discurso que fez em sua jornada pelo estado em campanha para comandar o partido: "As bases do partido querem o MDB que faz política olhando olho no olho, da militância, que quer ser valorizada". O esforço é para diferenciar cada vez mais o MDB-SC do MDB nacional, "onde a cúpula decide e a militância nunca foi ouvida. Deu no que deu". Todos os planos de Maldaner para o MDB estadual têm como foco as eleições municipais de 2020. Por isso, uma meta, que reconhece "arrojada", é aumentar em pelo menos 5 mil o número atual de filiados (próximo de 200 mil) até o final de seu mandato de dois anos. Com isso, pretende pelo menos manter, o número de prefeitos, 101, e de vereadores, 847. Além de preparar o caminho para preservar o status de maior bancada estadual do Brasil e a segunda maior bancada federal.

Cobrança indevida

A pedido do senador Esperidião Amin (PP-SC), acontece hoje pela manhã, em Brasília, uma audiência pública com ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado. Amin quer saber da execução do contrato de concessão de trechos de rodovias federais entre Paraná e Santa Catarina e a eficácia do modelo adotado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para as concessões.  Amin lembra que o contrato de concessão dos trechos das BRs 116, 376 e 101, no trecho Curitiba (PR) a Palhoça (SC), assinado em 2008, tinha como uma das contrapartidas pela cobrança de pedágio melhorias físicas e operacionais ao longo do trecho concedido. O Contorno Viário da Grande Florianópolis, por exemplo, estava previsto para ser executado até o final de 2012. E até agora, nada!

"É como disse o Casildo: nós vamos varrer os vendilhões do templo em Brasília! Vamos fazer uma limpa por lá em setembro! Por bem ou por mal! É a primeira vez que vamos disputar o diretório nacional para mudar aquela coisa em Brasília!"

Deputado federal Celso Maldaner, eleito presidente do MDB-SC, citando o irmão, ex-governador Casildo Maldaner, sobre a situação do partido no cenário nacional

Ainda o MDB 

"Aquela coisa em Brasília" foi, na opinião de Celso Maldaner, a grande responsável pela derrota do MDB-SC nas urnas em 2018. Com Mauro Mariani, ex-deputado federal e agora ex-presidente do partido no estado, o MDB amargou um humilhante terceiro lugar e não chegou sequer ao segundo turno, mesmo tendo o governo naquele momento, com Eduardo Moreira. "Nós pagamos um preço muito alto!", aponta Maldaner ao dizer que foi bom para Dário Berger não ter disputado o governo naquele momento e com aquele cenário, de frequentes notícias negativas do MDB na imprensa nacional.

O nome da esperança dos emedebistas que são oposição à atual direção do MDB nacional é Simone Nassar Tebet, advogada, professora e senadora pelo Mato Grosso do Sul. Neste ponto não há qualquer discordância por aqui. Durante a convenção de sábado, Maldaner e Berger manifestaram apoio a Simone para assumir a presidência do MDB nacional. Mas ela pode vir a ocupar a primeira vice-presidência, desde que o histórico Pedro Simon (MDB-RS) seja o presidente. 

Amanhã, Dia Mundial do Meio Ambiente, mais de 400 famílias de pequenos agricultores do Oeste catarinense têm o que comemorar. Elas foram beneficiadas pela recuperação de aproximadamente três milhões de metros quadrados de áreas de preservação permanente, melhoria na qualidade da água das nascentes e dos cursos de água, proteção do solo e retorno da fauna. São alguns dos resultados do Projeto Iberê, de proteção e recuperação da mata ciliar, desenvolvido com suporte financeiro da Casan, convênio firmado em 2006 e que já garantiu o repasse de R$ 1,2 milhão para suporte a profissionais que trabalham de forma participativa com pequenos agricultores.

Publicidade Posts

Publicidade Posts

Compartilhe isso
Comentários

Olá, deixe seu comentário para MDB estadual sob nova presidência

Enviando Comentário Fechar :/