viva-bicho-81

Viva Bicho

viva-bicho

Viva Bicho

Publicidade Posts

tmw-telecom

TMW Telecom

Pleitos do setor de tecnologia

Confira os destaques da coluna Pelo Estado desta quarta-feira (3).

Pleitos do setor de tecnologia
(Foto: Divulgação)

A exemplo de outros entidades representativas, a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), com sede em Florianópolis e representação em todas as regiões, lançou uma pauta de demandas com o que setor espera dos futuros governantes. Um dos principais pontos é o estabelecimento de um fundo garantidor estadual, desburocratizado e com custos operacionais competitivos para ampliar o acesso das empresas catarinenses aos recursos financeiros. A força da área tecnológica catarinense é grande. São R$ 15,5 bilhões de receita/ano, o que já representa 5,6% da economia estadual. As 12,3 mil empresas do setor resultam do trabalho de mais de 16 mil empreendedores e aproximadamente 47 mil colaboradores. São desde as startups até as pequenas, médias e grandes, além de fundos de investimento, aceleradoras, incubadoras, parques tecnológicos, instituições de ensino e pesquisa, que formam um dos mais dinâmicos e reconhecidos ecossistema de tecnologia e inovação do país e da América Latina. Hoje, o estado é o terceiro maior do Brasil em densidade de colaboradores (relação entre o número de pessoas que trabalham no setor de tecnologia por 100 mil habitantes), perdendo apenas para o Amazonas e o Distrito Federal.

Momentos de campanha 1

Pleitos do setor de tecnologia

O menino da foto é o Mizael, de 9 anos, que foi com os pais no ato de campanha de Gelson Merisio (PSD, Aqui é trabalho) ao governo do Estado, em Urussanga, na região Sul. Um pouco assustado por causa do barulho, da mistura das palavras de ordem e das caixas de som, ele se tranquilizou depois de uma rápida identificação com o próprio Merisio, que tem experiência com crianças com autismo. É o caso de Mizael, que acabou ficando um bom tempo no colo do candidato, para surpresa dos pais, Emanuel e Gisele, que nunca tinham visto isso acontecer já no primeiro contato do filho com uma nova pessoa. Os pais identificaram que ele era portador do Transtorno do Espectro Autista aos 3 anos.

Momentos de campanha 2

Pleitos do setor de tecnologia

No início do Outubro Rosa, aproximadamente mil mulheres da região Norte catarinense se reuniram para apoiar as candidaturas de Mauro Mariani (MDB, SC quer mais) ao governo do Estado e de Jorginho Mello (PR) ao Senado federal. Candidata a primeira suplente na chapa de Jorginho, Ivete Appel da Silveira (MDB) afirmou que "os ventos da mudança elegeram Luiz Henrique em 2002. Esses mesmos ventos voltaram e vão eleger Jorginho ao Senado em 2018", em referência a Jorginho ser pela primeira vez candidato ao Senado, contra Esperidião Amin e Raimundo Colombo, que já passaram por lá. Na foto, Jorginho e Ivone estão com Cyntia Mariani e suas trigêmeas - Rafaela, Manuela e Beatriz. 

"Não nos serve mais uma representatividade participativa, no sentido de apenas escolhermos nossos representantes. Precisamos escolher nossos representantes, mas, mais do que isso, controlar, analisar e exigir uma gestão de excelência. E é essa a função do Observatório Social"

Presidente da OAB-SC, Paulo Marcondes Brincas durante o lançamento do Observatório Social de SC

Falando em tecnologia... 

Uma ferramenta tecnológica criada em Santa Catarina pode ajudar no controle das chamadas fake News (notícias falsas). Trata-se da IntelliMS, desenvolvida em 2011 pela catarinense Woit. Aprimorada e relançada em 2017, a solução monitora palavras, expressões, nomes, links e hashtags (#) por exemplo, inclusive com a possibilidade de geolocalização. A cada meia hora pode sair um novo relatório, indicando a propagação de uma determinada informação.

Estrago 

De acordo com Ana Cristina Daniel, da Woit, uma única publicação de um portal de notícias nacional sobre a retirada do ar, pelo Facebook, de páginas falsas ou sob suspeita de serem falsas, foram curtidas, compartilhadas ou comentadas quase 7 mil vezes em apenas 30 minutos. Era uma notícia verdadeira. Mas se fosse fake, teria feito um grande estrago.

No debate 

Para reunir os produtores rurais participantes dos 28 grupos do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em Pecuária de Corte, o Sistema Faesc/Senar-SC promove o 1º Dia de Campo Estadual do Programa de Desenvolvimento da Pecuária de Corte Catarinense, em parceria com o Sebrae, no 19, em Bom Retiro, região Serrana catarinense. Os produtores rurais conhecerão a Unidade Conceito e terão acesso a oficinas com profissionais do Serviço de Inteligência do Agronegócio (SIA), que desenvolve a supervisão técnica do programa.

Publicidade Posts

Publicidade Posts

Compartilhe isso
Comentários

Olá, deixe seu comentário para Pleitos do setor de tecnologia

Enviando Comentário Fechar :/