brde

BRDE

viva-bicho-81

Viva Bicho

viva-bicho

Viva Bicho

Publicidade Posts

tmw-telecom

TMW Telecom

Rompimento de contrato com a Casan ainda depende de decisão Judicial

Há menos de 20 dias para o Réveillon, uma das datas em que Garopaba recebe o maior número de visitantes, decisão sobre quem deverá operar o fornecimento de água aguarda pela Justiça. Município quer assumir a operação do serviço e Casan entrou com recurso buscando permanecer com as operações.

Rompimento de contrato com a Casan ainda depende de decisão Judicial
(Foto: Reprodução/Internet)

O pedido do Executivo municipal de Garopaba de rompimento unilateral dos contratos com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) aguarda decisão Judicial. No fim do mês passado, por Decreto, o prefeito Sérgio Cunha (PSD), alegando não cumprimento de cláusulas e metas contratuais, pediu a extinção dos convênios. A Casan, por sua vez, alega que os serviços destacados nos contratos com o município estão sendo executados e entrou com recurso, tentando reverter à decisão na Justiça.

Nesta quarta-feira (11) o Poder Judiciário comunicou ao Notícias In Foco que ainda analisa a situação e que não antecipará nenhuma posição antes da tomada de decisão. "Sem qualquer informação deste juízo porquanto o processo ainda pende de decisão judicial, sendo inviável adiantar qualquer informação".

Tendo em vista a proximidade da temporada de verão, há menos de 20 dias para o Réveillon, uma das datas em que a cidade registra o maior número de visitantes, dependendo da decisão sobre o caso, pode haver consequências negativas. No ano passado, a Secretaria de Turismo do município divulgou que na virada do ano, cerca de 100 mil pessoas devem ter passado por Garopaba. No mesmo dia em que decretou rompimento, o Executivo publicou aviso de Dispensa de Licitação para contratação da Água Forte Saneamento Ambiental Ltda, de Indaiatuba, São Paulo, que, caso a Justiça acate pedido de desligamento dos serviços de fornecimento de água por parte da Casan, deverá ficar responsável pela operação pelos próximos 180 dias.

Diante da expectativa e, independente do processo que corre no Judiciário, a Casan alega que vem trabalhando nos preparativos para a temporada. Segundo a estatal, dois reservatórios de 25 mil litros devem ser instalados para abastecimento na região da Praia da Silveira.

Ainda em comunicado, a estatal informa que está dando sequência ao cronograma de instalação de novos clientes e que o abastecimento na região Sul será reforçado com instalação de novas bombas, garantindo segurança ao fornecimento de água nos bairros Campo D’una, Ressacada, Encantada, Areias de Palhocinha, e Capão – Praias da Barra e Ferrugem.

A concessionária finaliza o comunicado informando que equipes realizaram nesta quarta consertos de redes rompidas, involuntariamente, por empreiteiras contratadas pela Prefeitura e que geradores já foram contratados para serem instalados nas bombas, caso haja falta de energia.

Publicidade Posts

Publicidade Posts

Compartilhe isso
Comentários

Olá, deixe seu comentário para Rompimento de contrato com a Casan ainda depende de decisão Judicial

Enviando Comentário Fechar :/